Categorias

Imersão: Cores por Isabela Rozental

Na cenografia, a cor tem muita importância. Ela cria identificação. As marcas, por exemplo, possuem um guide muito específico de cores que devem ser seguidas no tom exato que são apresentadas.

Tudo no projeto de um evento é minimamente pensado para provocar os sentidos e fazer sentir.

Com a nossa casa não seria diferente. E esse tempo em casa passou a exigir um novo olhar. Como reunir tantas funções em um mesmo espaço? Trabalhar, exercitar-se, meditar, dormir, comer. Existem vários fatores que interferem no nosso humor e em como nos sentimos. Você sabia a força que a cor exerce no espaço onde você está?

As cores têm um efeito poderoso no subconsciente e podem definir o tom de uma entrada ou de uma casa inteira. Sabe quando você entra em um ambiente de spa? Você percebe que, muitas vezes, as paredes são pintadas com cores suaves, como azul ou verde? Há uma razão para isso.

As cores servem pra transmitir significados e despertar emoções específicas. Além disso, elas interferem na sensação de espaço: as cores que você escolhe e a forma como são combinadas podem trazer a percepção de um ambiente ser maior, menor, mais alto ou mais baixo. Nesse momento que estamos buscando nos conhecer melhor e entender o espaço que ocupamos em casa e como estamos nos sentindo, as cores podem ser grandes aliadas nesse processo de autodescoberta.

Vamos ver um pouco sobre elas e tentar sentir?

Vermelho

Experimente entrar em um quarto completamente vermelho. Isso vai te gerar agitação em um primeiro momento e depois incômodo. O vermelho é uma cor que vibra e se você está procurando tranquilidade em um home office, por exemplo, ele deve aparecer em detalhes pontuais.

Branco

Uma excelente cor de base para qualquer ambiente, o branco tem a capacidade mágica de tornar os espaços maiores. Associado à limpeza e simplicidade, o branco é a cor base perfeita para compor em qualquer ambiente.

Amarelo

Brilhante e feliz, o amarelo é a cor do sol e do verão e é inegavelmente alegre em seu efeito. Dependendo da atmosfera que você deseja criar, relaxante, vibrante e produtiva, o amarelo pode funcionar bem. Tudo se resume ao tom.

É uma cor recomendada para a cozinha, sala de jantar e home office, já que é uma cor que ajuda no trabalho e na tomada de decisões.

É uma cor acolhedora e ajuda a criar uma maneira ensolarada e feliz de começar o dia.

Rosa

Desde que o rosa milenar teve seu momento em 2017, o rosa se tornou sinônimo de interiores modernos e elegantes. É um ótimo tom para usar com muitas outras cores, desde o emparelhamento clássico de cinza e blush até sapatilhas de balé rosa e azul marinho. É maravilhosamente versátil e tão simples de acertar. Traz leveza, feminilidade e deixa o ambiente leve.

Cinza

O cinza claro é elegante e uma boa cor pra ajudar a criar espaços agradáveis para descansar, escritórios e recepções, onde o autocontrole e a atmosfera silenciosa são adequados. Já o cinza combinado com cores quentes, cria uma sensação de alegria, emoção e romance. Combinado com detalhes em branco e preto ou misturado com cores ousadas, como rosa ou amarelo, o cinza é tão versátil quanto o branco quando se trata de casa. O cinza frio e calmo é ideal no quarto ou no banheiro.

Verde

Com o tom associado à natureza, o verde é uma cor com a qual as pessoas tendem a se sentir muito confortáveis. Representa crescimento, frescor e harmonia e tende a fazer com que as pessoas se sintam seguras. Os verdes mais claros parecem mais energéticos, enquanto os verdes mais profundos têm uma conotação mais séria. Dependendo do tom ele representa cura, crescimento e novos começos. A natureza relaxante do verde o torna uma boa opção para ambientes que buscam trazer tranquilidade, como quartos.

Azul

Azul é uma cor que, quando usada em tons claros, irradia paz, segurança e confiança. É ótima para o quarto e banheiro. Traz a sensação de relaxamento.

A verdade é que a cor precisa atender ao que você busca sentir. Ou ao que sente e quer melhorar. Se está ansioso e quer relaxar ou se está sentindo um cansaço extremo e busca uma dose extra de ânimo. Os espaços devem conversar com aquilo que a gente busca. Muito mais do que uma imagem bonita que você vê no pinterest e pensa em copiar, o que você busca sentir?

Quando a gente entende o que a gente sente, a percepção das cores melhora e tudo faz mais sentido. Vale experimentar!

Texto por Isabela Rozental

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *