Categorias

Previsões da Semana #1

Em meio a uma época de pandemia, clima envolto de decisões imprecisas, abastecidos por incertezas e responsabilidades sociais, um sopro de boas vibrações surgem nas projeções para a semana.

Início do ano astrológico

Com a saída de Peixes, o Sol agora reside em Áries, iniciando sua influência ativa e guerreira, junto à Primavera no Hemisfério Norte.

Essa caminhada entre as estações categoriza uma alteração intensa e evidente, saindo do arquétipo pisciano de incompatibilidade terrena, idealista, sensível e irracional. A presença do Sol em Áries indica um espírito ativo, positivo, pragmático, forte e resiliente. 

Em poucas palavras, a prévia situação de caos mental, projeções irreais e medo agora é substituída pelo espírito guerreiro, fundamentando a noção da busca pela sobrevivência e renascimento; o arquétipo da passagem do Inverno para a Primavera.

Colocando em paralelo com o mundo, pudemos observar uma forte desordem e pânico durante os primeiros momentos de crise. As projeções de um momento mais estratégico e união de uma inspiração perdida lotam agora os ares.

Viagem entre incertezas e Imperador restaurado

A Lua, que enquanto cheia há duas semanas se encontrava em Virgem e alinhada a Netuno, o que colaborou em trazer muitas emoções para a cabeça, incertezas, ansiedades, como uma explosão de uma tentativa de ordem num mundo aquático. Mas o momento é agora de otimismo, uma vez que a Lua Nova caminha hoje à noite para, também, Áries.  Meditações e introspecções são aconselhadas para esse momento de Lua Negra, assim como reunião de novas intenções e afiamento de projeções próprias de curto e longo prazo.

Lembremos que Áries segue o arquétipo do arcano IV do Tarot, Imperador.
Alinhada então ao Sol durante esse momento, temos uma harmonia que é privada do negativo e escuro e as aparências e essências se unem a novas prioridades, direções e focos.

Quinta feira sua caminhada chega em Touro, onde a energia se encontra estável e bem centrada na Terra. A explosão de novos fogos é regulado a ponto que seu foco agora é na calma, tranquila e presente, de maneira essencialmente aterrada. 

Apesar de possíveis influências de Saturno, também dia 25, que podem brevemente inundar o indivíduo com noções de vagarosidades, preocupações e repressões, isso se dissipará com a harmonia com Urano. O último convida a uma perspectiva rebelde diante de rotinas, uma fuga do diariamente esperado.

Observamos então que o momento é de claro otimismo, inda que povoado de incertezas, a noção de presença e oportunidades não abandonarão a alma coletiva.

Vênus que encontra abundância

Vênus encontrará harmonia com Júpiter esta sexta feira, onde planta uma situação inesperada diante ao isolamento físico hoje presente lá fora. Vênus, como bastião social e da vida, se unirá ao polo da abundância, Júpiter, favorecendo alguma forma de situação de boa interação.

Sábado haverá harmonia com Plutão, e gozará de sua profundidade. Suas características intensas, inda que passionais, pode acordar o desejo por relações íntimas entre amados. Existe também a possibilidade que essa coerência arquetípica se manifeste em outras formas do espectro criativo, e seus ofícios.

Então concluindo de maneira geral esta segunda semana de quarentena, posso afirmar que nada, pelo menos nesse intervalo, se encontra em forte desequilíbrio. Considero que esses momentos de bons ares devam ser utilizados munidos de bons critérios, buscando entender e compreender que, a qualquer momento, os astros não estejam mais a nosso favor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *