Categorias

Você sabe o que é a Síndrome do Impostor? – Anaïs Guillin

Você já teve a sensação de que não merecia o sucesso que tem? De que você é uma fraude e que, a qualquer momento, as pessoas vão olhar para você e pensar “meu deus, quem contratou essa pessoa?”

Se você se identifica com o parágrafo acima, saiba que isso é mais comum do que se imagina. Aliás, diversas pessoas muito bem sucedidas confessaram que passam pela mesma situação, colocando em dúvida as próprias conquistas. É o caso, por exemplo, da ex-primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama. Essa constante sensação de “não merecimento” das suas conquistas é chamada, atualmente, de Síndrome do Impostor.

É normal se sentir inseguro e ter medo de errar, principalmente quando se trata de uma nova oportunidade de trabalho. No entanto, é necessário que avaliemos cuidadosamente até que ponto essa insegurança pode nos atrapalhar. Algumas pessoas, por exemplo, ao terem esse sentimento de “não pertencimento” de um lugar, tendem a se cobrar ainda mais para entregar resultados e se destacar. Outras, no entanto, se sentem tão incapazes de conseguir alcançar as metas impostas a si mesmas, que acabam isolando-se ou deixando de explorar todo o seu potencial por medo de errar.

A Síndrome do Impostor pode atingir qualquer pessoa, principalmente se você faz parte de uma minoria. Michelle Obama, por exemplo, é uma mulher negra que está constantemente inserida em ambientes majoritariamente ocupados por homens brancos. Assim, a pressão para executar todas as suas tarefas com excelência, sem poder se permitir errar, se tornou ainda maior para a ex-primeira dama.

Como combater a Síndrome do Impostor?

Bom, o primeiro passo é se conhecer. O autoconhecimento é tudo. Quando você consegue finalmente entender o porquê de se cobrar constantemente, você se torna capaz de combater o seu medo de falhar. Entenda quais são seus pontos fracos e quais são seus pontos fortes. Como qualquer pessoa, é normal que você tenha pontos fracos. Mas isso não te faz uma pessoa menos capaz e você não precisa escondê-los. Tá tudo bem não saber tudo sobre tudo e você não deveria se cobrar por isso.

Entender suas fraquezas e suas forças são essenciais para que você consiga explorar ainda mais os seus talentos. Porque sim, você tem talentos. Talvez você precise colocá-los mais em prática para aperfeiçoá-los, treinar, se aprimorar e, assim, ganhar mais destaque com o que sabe fazer. Nada melhor do que se tornar referência em um assunto para combater a sensação de que você não é bom em algo, né?

Caso você sinta que a sua insegurança tem se tornado um empecilho para alavancar na carreira ou que você esteja se sabotando sem querer, é sempre válido procurar a ajuda profissional para entender melhor o que você sente e conseguir combater a síndrome do impostor. E claro, entender que as suas conquistas foram merecidas, e que você conseguiu chegar onde chegou graças ao seu talento e ao seu esforço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *